Descubra como garantir a segurança da informação

abr 20, 2021Tecnologia0 Comentários

Segurança da informação (SI), como o próprio nome diz, é uma prática que existe para manter os dados sensíveis de uma empresa em sigilo, ou seja, acessíveis somente para pessoas autorizadas.

Hoje, milhares de dados circulam na internet diariamente, dessa forma, é preciso utilizar o máximo de mecanismos para protegê-los. Já pensou o desastre que seria um hospital ter todos os dados de pacientes vazados? Ou ainda um banco ser invadido e o CPF dos titulares serem distribuídos online? Acredito que você concorda conosco que isso seria uma situação muito prejudicial para a imagem da empresa e que os usuários poderiam, inclusive, processar judicialmente a organização.

Ainda que os nossos exemplos não se encaixem na realidade do seu dia a dia, ousamos dizer que os seus clientes não ficariam nada satisfeitos se os dados deles fossem expostos, não é mesmo? Dessa forma, produzimos este conteúdo, em que você vai descobrir como garantir a segurança da informação da sua empresa e também entender quais são os quatro principais pilares que fazem parte da SI:

  • Confidencialidade;
  • Integridade;
  • Disponibilidade;
  • Autenticidade.

Continue conosco!

Pilares da segurança da informação

Como falamos, existem quatro pilares quando abordamos SI, sendo eles: confidencialidade, integridade, disponibilidade e autenticidade. Para conhecer mais, confira os próximos tópicos!

Confidencialidade

Quando existe segurança da informação, uma coisa é certa: apenas pessoas autorizadas têm acesso aos dados. Dessa forma, a confidencialidade é garantir justamente isso e, a principal forma de assegurar que isso ocorra, é contar com autenticação, com controle e restrição de acessos. Afinal, não são todas as pessoas de uma mesma empresa que precisam acessar os mesmos dados.

Integridade

Já a integridade diz respeito a manutenção das condições iniciais dos dados conforme eles foram produzidos e armazenados. Ou seja, a segurança da informação garante que os dados não serão alterados por qualquer pessoa. Dessa forma, somente o pessoal autorizado pode acessar as informações e são os únicos que podem alterar os dados.

Além disso, quando a integridade é utilizada de maneira correta, pode ser uma excelente forma de recuperar dados perdidos ou danificados.

Disponibilidade

Se temos acesso a internet, conseguimos acessar as redes sociais a qualquer hora, em qualquer lugar, certo? O pilar da disponibilidade funciona praticamente na mesma lógica: os dados da empresa também podem ser acessados a qualquer hora e lugar, desde que, pelas pessoas autorizadas.

Esse pilar é importante, por exemplo, no momento de gerar relatórios para auditoria, já que os dados devem ser facilmente acessados, encontrados e processados.

Autenticidade

Por fim, a autenticidade, esse é o pilar responsável por ajudar a identificar e registrar qual usuário está enviando ou modificando alguma informação. Assim, se alguma modificação fora do comum ocorrer, é possível identificar se ela foi feita por pessoas da organização, independentemente do lugar onde elas estiverem, ou por pessoas de fora, no sentido de um ataque de hackers.

Firewall específico para segurança da informação

Você pode estar se perguntando como efetivamente manter uma segurança de dados funcionando. Bom, um dos componentes para fazer isso é por meio de um firewall, que é uma solução voltada especialmente para segurança da informação, projetado para funcionar como uma barreira, responsável por impedir a entrada de elementos desconhecidos no sistema.

Assim, pensando no princípio de confidencialidade, é possível determinar as pessoas que têm acesso livre aos dados.

Mas, para que isso realmente ocorra, ou seja, uma proteção eficiente, é necessário adicionar bloqueios nas entradas, solicitando permissão de acesso e, claro, acompanhar constantemente a segurança da informação.

Ah, e quando for implementar alguma alteração, lembre-se: é sempre muito importante testar as configurações antes de efetivamente colocá-las em prática.

Eu devo mesmo me preocupar com segurança da informação?

Se você ainda não se convenceu de que a segurança da informação é realmente algo muito importante e que toda empresa deve ter, separamos três motivos principais para isso. Acompanhe:

Se proteger contra ataques DDoS

Os ataques DDoS (Distributed Denial of Service) são, basicamente, diversos computadores, chamados de zumbis, tentando invadir um servidor ao mesmo tempo. Todos os dispositivos são controlados por hackers.

Quando isso ocorre, o servidor fica sobrecarregado, indisponível ou lento, deixando os dados desprotegidos.

Hoje, uma maneira de se proteger de forma efetiva contra esses ataques é terceirizar o serviço. Assim, você não precisa se preocupar com o monitoramento das informações, porque uma empresa especializada estará fazendo esse trabalho por você e sua equipe, com auxilio de uma tecnologia de ponta, altamente disponível, na nuvem.

Empresa segura contra Ransomware

Uma pesquisa divulgada em 2020 pela Kaspersky mostra que o Brasil foi o país mais atingindo por ataques de ransomware em toda a América Latina. Dos mais de cinco mil golpes que acontecem diariamente na região, 46,6% são em nosso país.

Quando isso ocorre, os cibercriminosos solicitam dinheiro, normalmente em bitcoins, para devolver os dados (e nem sempre o pagamento é garantia de que os dados serão retornados).

O ataque acontece por meio de arquivos ou programas instalados nos computadores, provenientes de fontes não confiáveis, e-mails com arquivos contaminados e outras maneiras de invasão.

O firewall e sistemas de proteção para terminais de usuário servem para restringir a transferência de arquivos que representam riscos para o sistema. Além do uso das ferramentas, é preciso criar políticas de segurança, que precisam necessariamente ser adotadas por todos os colaboradores da empresa.

Segurança da informação com blockchain

Cloud computing e dispositivos móveis são duas ferramentas que facilitam o dia a dia e possibilitam um acesso mais rápido e facilitado aos sistemas corporativos, quando o colaborador está fora da empresa.

Porém, os ataques podem acontecer de diversas formas e algumas das portas de entrada são os dispositivos móveis, como celulares, tablets e notebooks.

Pensando assim, é necessário proteger também esses acessos, com o objetivo de evitar que eles fiquem vulneráveis a ataques.

Existem diversas maneiras de fazer isso, uma delas é a segurança blockchain, que funciona por meio de blocos, relacionados entre si, de modo que cada bloco precisa da validação do anterior para liberar o acesso. Ou seja, funciona por meio de uma rede geral, em que não existe apenas um administrador central.

segurança lógica

Quem pode executar este trabalho

O trabalho de segurança da informação pode ser executado por uma equipe de infraestrutura de TI interna ou por empresas de tecnologia, especializadas em entregar serviços relacionados a todas as áreas de TI.

Este é o momento de analisar qual a melhor opção, quais os investimentos para contar com todos os recursos necessários. Verificar se sua equipe não ficará sobrecarregada, já que implantar uma estrutura completa de segurança da informação toma bastante tempo e energia, e exige conhecimento especializado.

A dica é: analise bem, mas não espere muito tempo para tomar uma decisão assertiva e tornar os dados da sua empresa seguros.

Seus dados são os responsáveis por rodar toda a engrenagem

Como você bem sabe, sem dados, as operações ou não funcionam direito ou deixam de existir. Por isso, é tão importante contar com segurança da informação. Hoje, os dados valem muito nas mãos de pessoas mal-intencionadas: dinheiro, a reputação e credibilidade da sua empresa.

Então, como falamos no tópico anterior, o melhor a se fazer é analisar qual a melhor opção para a sua empresa no momento: colocar a sua operação de infraestrutura de TI interna para lidar com a segurança da informação ou terceirizar o serviço com uma empresa especializada no assunto.

Independentemente da sua escolha, é extremamente importante decidir uma maneira de proteger os seus dados, para que suas operações não parem nunca de funcionar.

Gostou do conteúdo? Conte para nós nos comentários!

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pequenas empresas: devo investir em segurança de dados? - Constel Tecnologia - […] backup de dados é um processo de segurança das informações para evitar que caso situações como as citadas acima…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *